Usando iluminação na decoração.

Um projeto de decoração jamais estará completo se não tiver um planejamento de iluminação. Isso porque a luz, tanto a quantidade quanto a maneira como ela incide nos objetos, faz parte do resultado visual. Por isso, tem muita importância na decoração.

Luzes focadas e indiretas precisam ser mescladas para trazer conforto e o efeito visual desejado nos ambientes. Para tal, a combinação de luminárias de teto, parede e piso, além de abajures e luminárias, é essencial na hora de planejar o cenário.

Aprenda, com este artigo, quais são os principais pontos a se considerar na hora de planejar a iluminação dos seus ambientes. Veja também, dicas dos efeitos mais utilizados e versáteis para decoração de interiores.

Aprendendo conceitos de iluminação de ambientes

A combinação entre iluminação geral e iluminação dirigida é a primeira coisa a se pensar ao compor o projeto de luz de determinado ambiente. Mas, o que isso significa? Primeiro, vamos ver a diferença entre os dois tipos:

  1. Iluminação geral: é a fonte de luz que ilumina o cômodo todo, como a iluminação do teto ou arandelas laterais;

  2. Iluminação de destaque: é a fonte de luz que incide sobre determinado objeto ou espaço, criando ali, um ponto de destaque no ambiente. É o caso dos abajures e luminárias. Um exemplo: uma luminária que ilumina uma poltrona própria para leitura.

Orienta-se que, se você tiver uma iluminação geral muito forte, não há a necessidade de luz dirigida. Ou, a composição de ambos os tipos de luz poderá ser alternada dependendo do momento. Para isso, os interruptores devem ser distribuídos de maneira estratégica.

Outro aspecto a se conhecer é o fluxo luminoso. Esta expressão significa a quantidade total de luz presente no ambiente. Para medi-la, utilizamos a unidade lúmen (lm).

  1. Lâmpada incandescente: uma lâmpada deste tipo de 60 W emite aproximadamente 864 lúmens de fluxo luminoso;

  2. Lâmpada eletrônica: uma lâmpada deste tipo 15 W emite cerca de 1 mil lúmens, sendo mais potente e econômica.

Escolha lâmpadas que forneçam o fluxo luminoso adequado para o tamanho de seu cômodo. Lembre-se de que as cores do local influenciam nesta necessidade. Ambientes escuros pedem mais luminosidade. Pelo contrário, locais projetados em cores claras ficarão melhores com luzes não tão fortes.

iluminação na decoração

Dicas gerais para projetos de iluminação

Veja agora, as dicas para que a iluminação de seus ambientes seja uma poderosa aliada da decoração. Lembramos que uma boa iluminação é aquela que muda o aspecto do ambiente para melhor, tornando o local mais agradável e usual, além de destacar os pontos certos propositalmente. O planejamento da luz, feito de forma eficaz, valoriza o mobiliário e o desenho do cenário.

  • Luz para quem precisa (e onde precisa):

Cozinhas são espaços onde a iluminação é mais do que necessária, devido à necessidade de realizar tarefas manuais que demandam enxergar detalhes. Também são assim cômodos como home-offices, salas de leitura ou quartos de trabalhos manuais como costura, artesanato e locais de estudos. Por isso, pense em um jogo de luz que facilite a vida nestes ambientes.

iluminação na decoração1

  • Evite o ofuscamento:

Conforme já falamos, locais muito claros pedem menos fluxo luminoso. Cuidado com o excesso de fontes de luz, principalmente em cômodos com muitas cores claras, que refletem melhor a luz. Fontes de luz próximas a espelhos e objetos metálicos (que refletem) também podem causar ofuscamento;

  • Mesas de jantar pedem uma luminária:

Lustres pendentes solitários dão um tom romântico e apaixonado. Já mesas maiores pedem mais de um ponto de luz. Dependendo de sua decoração, ouse misturar tipos de lustres e luminárias. Lembre-se de que estes objetos devem ficar a, no mínimo, 70 cm de distância da cabeça das pessoas sentadas;

iluminação na decoração2

  • Quartos ficam confortáveis com iluminação intimista:

O espaço mais íntimo da casa merece o devido cuidado. Afinal, é neste local em que relaxamos, passamos um tempo com quem amamos e revigoramos nossos sonhos. Precisamos de aconchego e conforto. Use uma iluminação geral mediana e opções de iluminação indireta ao lado da cama para leituras. Belas arandelas ao lado da cama servem tanto para o conforto deste momento quanto para valorizar a decoração. Projete interruptores estratégicos nestes locais.

E agora, deu para ter “uma luz” em seu projeto?  Continue acompanhando nosso blog e confira outras dicas.

 

2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *