Evento: Casa Cor – Rio de Janeiro

O evento Casa Cor 2015, edição do Rio de Janeiro, ocorrerá no período de 1 de setembro a 4 de outubro. A mostra é tida como a maior da categoria de arquitetura, decoração e paisagismo do continente americano.

A Casa Cor pertence ao Grupo Abril e ocorre desde 1987 em São Paulo. Atualmente, possui 19 franquias nacionais e internacionais. O evento tem edições nos estados de Alagoas, Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A mostra também ocorre na de Campinas e nas regiões do interior e litoral de SP. As edições internacionais são realizadas no Peru, Chile, Equador e Bolívia.

História da Casa Cor

A Casa Cor nasceu em 1987 e sua primeira edição ocorreu em São Paulo, no Jardim Europa, um bairro nobre na capital paulista. O evento foi realizado em um casarão na Rua Dinamarca, com a participação de 25 profissionais.

Em 1992, ocorreu a primeira edição temática da mostra, tendo como assunto a homenagem aos 500 anos do Descobrimento da América. A Casa Cor já contava com 60 profissionais participantes, um recorde na época. No mesmo ano também nasceu a Casa Cor Sul, em Porto Alegre, RS.

A mostra sempre acompanhou as tendências e as mudanças ocorridas na sociedade e no estilo de vida das pessoas. Em 1993, aparece pela primeira vez nos cenários da Casa Cor, o conceito de home theater. A tendência continuou, sempre com novidades, assim como novas utilizações para varandas.

Inovações tecnológicas e espaços cada vez menores ditaram as tendências modernas. No ano de 2000 foram expostos cenários dentro dos conceitos de lofts. E em 2008, veio a Casa Office.

Depois disso, outras vertentes da decoração e arquitetura surgiram, como a Casa Kids e a Casa Hotel, em 2009, e a Casa Talento, que reúne peças artísticas e de design, em 2010.

Edição Casa Cor 2015 no Rio de Janeiro

De setembro ao início de outubro, a Casa Cor, edição Rio de Janeiro, estará aberta ao público das 12h Às 21h, de terça a domingo. O evento contará com mais de 150 profissionais e 40 ambientes com estilos super contemporâneos. A tendência mostrada será a mistura de cenários de residência e trabalho. Grandes nomes da arquitetura estarão presentes como André Piva, Gisele Taranto, Jairo de Sender, Lia Siqueira, Marina Linhares e outros.

O ingresso para visitação custará R$44 inteiro e R$22 meia-entrada. Para finais de semana e feriados, o valor passa a ser R$50/ R$25. O passaporte para curtir vários dias será R$100. Será a 25ª edição do Rio.

Neste ano, foi decidida a realização no bairro da Glória, na Zona Sul carioca, na Villa Aymoré. A vila possui 9 casas e seus espaços serão preparados com os cenários e exposições. Trata-se de um vilarejo adquirido e restaurado pela Landmark Properties, sob a supervisão do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade.

Isso porque a Villa Aymoré é um local histórico para a cidade. O local foi tombado pelo município, além de fazer parte da Área de Proteção do Ambiente Cultural (Apac) da Glória e do Catete desde 2005.

O nome do vilarejo tem relação com os índios tupinambás, já que eles foram os primeiros a morar nesta região, que fica no morro da Glória. As construções de lá remetem ao período que compreende os anos 1908 e 1910. Trata-se de um conjunto de 10 casas, originalmente, formando uma coleção que mostra uma arquitetura bem popular, se considerarmos a Europa do século 19.

São construções altas, com pé-direito de, no mínimo 3,80 m. As casas têm nomes oriundos de palavras indígenas: Carijó, Goytacaz, Guarany, Iracema, Juruna, Kiriri, Moema, Tamoyo e Tupy; uma tendência na época.

No mesmo local, há a antiga residência da irmã da famosa Marquesa de Santos, a Baronesa de Sorocaba, conhecidas por serem amantes de D. Pedro I.

Conforme foram realizadas restaurações no local, sob a supervisão de arqueólogos, foram encontrados muitos objetos da época. Também foi notado um caminho de pedras originais que servia para ligar a residência da Baronesa ao local onde é o Outeiro da Glória. Esta passagem foi chamada de Caminho da Baronesa.

Por isso, os organizadores consideram que esta edição da Casa Cor será muito especial.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *