5 dicas de como pintar a casa

Precisa pintar a casa e quer entrar na onda do faça-você-mesmo? Se você está com disposição a um trabalho árduo, sem problemas! Lembre-se de que fazer um trabalho destes por conta própria tem seus prós e contras.

O lado bom é que você economiza dinheiro. Além disso, é ótima a sensação de estar se virando por si só. Pode ser, também, que seja um momento divertido, ainda mais se você puder contar com ajudantes.

A parte ruim é que este não é um trabalho tão tranquilo assim. Além disso, uma pessoa que já possui experiência no assunto trará um resultado melhor, além de saber contornar problemas que surgirem na parede a ser pintada como manchas, irregularidades etc.

Se você quer tentar, mesmo assim, damos 5 dicas preciosas para que o trabalho fique com o resultado esperado.

Dicas para pintar as paredes de sua casa

Para realizar um bom trabalho, há de se ter alguns cuidados. Além disso, fazer alguns testes pode ser importante se você quiser uma cor exata, por exemplo. Veja as dicas:

5dicas para pintar a casa1

  1. Antes de colocar a mão na massa, pesquise.

Realize uma pesquisa sobre cores e técnicas. Verifique bem as suas paredes, ainda mais se o imóvel for usado. Caso esteja ocorrendo infiltração ou ocorrência de bolor, apenas a pintura não resolverá. É necessário contratar alguém para realizar um trabalho de vedação ou algo que sane o problema antes de cobrir a parede com tinta.

Para planejar a pintura, também vale usar a tecnologia a seu favor. Se tiver dúvida sobre qual cor usar, visualize-as antes de pintar as paredes utilizando simuladores. Você pode acessar alguns que existem gratuitamente na internet, onde você manda uma foto do local para o site e pode experimentar várias cores.

Calcular a quantidade de material a ser utilizado também é importante. E, para isso, a tecnologia também pode ajudar. Existem alguns aplicativos  gratuitos que dizem quanto de tinta adquirir para pintar determinada metragem de parede. Assim, você também economiza dinheiro e não fica na mão.

  1. Prepare o local.

Remova o que pode atrapalhar seu trabalho. É bom retirar interruptores, tomadas e outros itens que ficam na parede.

Para não causar estragos, forre o piso com lona, plástico ou jornal (bem forrado) e cubra os móveis ou retire-os do local. Quanto a rodapés, passe uma fita crepe e um pouco de massa corrida por cima (senão você corre o risco de a tinta entrar pelos buracos). Faça o mesmo com batentes e maçanetas.5dicas para pintar a casa2

  1. Use as ferramentas certas.

Algumas regras podem ser úteis para escolher as ferramentas a serem utilizadas na pintura. O rolo, por exemplo, deve ser maior conforme a aspereza da superfície. Quanto mais áspera, maior o rolo deverá ser.

Pincéis com cerdas inclinadas conseguem absorver melhor a tinta.

Cuidado com pincéis já usados: podem não ter sido limpos corretamente e manchar sua parede ou contaminar sua tinta se você enfiá-los no balde. Em todo caso é melhor usar um tabuleiro de tinta.

Veja os tipos de pincéis e tintas correspondentes:

  • Pincel de cerda escura: adequado para tintas à base de solventes como óleo, vernizes e esmaltes;

  • Pincel de cerdas grisalhas: adequado para tintas à base d’água como as acrílicas.

As tintas corretas também devem ser pesquisadas. Há diferenças, principalmente entre as tintas para áreas externas e internas.

5dicas para pintar a casa3

  1. Realize um teste ao vivo:

Pinte com uma amostra de tinta (compre o mínimo que conseguir), uma pequena parte da parede. Isso é importante porque a cor que está na lata varia quando passada na superfície. Este teste é mais recomendado para aqueles que usarão tintas de cores bem específicas dentro de um projeto decorativo.

 

  1. Execute corretamente:

De nada adiantará todo o cuidado etrabalho do planejamento se, na hora da execução, você colocar tudo a perder. Aqui vai um passo-a-passo:

  • Comece pelo teto;

  • Vá para as paredes;

  • Pinte portas (se for o caso);

  • Janelas (se for o caso);

  • E, por último, o rodapé.

Lembre-se de aguardar o tempo mínimo recomendado pelo fabricante para passar a segunda mão de tinta.

Outra dica importante: retire a fita crepe e as proteções logo após finalizar a pintura. Não espere secar sob o risco de estragar uma parte da pintura se a tinta secar por cima.

Então, vamos lá! Energia e mãos à obra!

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *